segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Para vivermos melhor...

   Amigos, sei que vocês já devem ter dito a alguém na vida -


    Organize-se...Talvez a um filho ... um empregado ... um parente visitante etc... mas nunca desanimem-se ... pois tem gente que tem que ouvir isso 365 dias do ano!!!
  
    Quem sabe - Um dia aprendam essa verdade!!!




                           Organize-se


Você abriu? Feche!!
Acendeu?   Apague!!
Ligou?  Desligue!! 
Desarrumou?  Arrume!!
Sujou?  Limpe!!
Quebrou?  Conserte!!
Não sabe consertar?  Chame quem o faça!!
Está usando algo?  Trate com carinho!!
Pediu emprestado?  Devolva!!
É de graça?  Não desperdice!!
Não lhe diz respeito?  Não se intrometa!!
Não sabe fazer melho?  Não critique!!
Não veio ajudar?  Não atrapalhe!!
Não sabe como funciona?  Não mexa!!
Não foi perguntado?  Não dê palpite!!
Prometeu?  Cumpra!!
Falou?  Assuma!!
Ofendeu?  Desculpe-se!!


Para usar o que não lhe pertence - peça licença primeiro!!


Seguindo esses princípios viveremos melhor!!




                                 * * *
                


      Dois sapos


      Vivia um sapo - no fundo de um poço.
      Lá nascera, lá vivera, de lá nunca saíra - e lá esperava morrer.
      O seu horizonte era de um metro e meio de largura - o diâmetro do poço.
      A profundidade de sua vida era de três palmos - como as águas do poço.
      Para além da borda do poço - nada mais existia para ele...
      Certo dia, tombou no fundo do poço - um sapo de outras regiões ...
      Vinha de longe, de muito longe - das praias do mar...
      Com secreto rancor, viu o primeiro invadido pelo segundo o seu espaço vital.
      Mas, como o segundo era mais forte, resolveu o primeiro não o guerrear - e limitar-se à defesa passiva...
      Depois de três dias de silêncio recíproco, travou-se entre os dois batráquios o diálogo seguinte -
    - Donde vens tu?
    - Das praias do mar, ignoto ermitão.
    - Que coisa é o mar?
    - O mar? ... O mar é uma grande planície d água.
    - Tão grande como essa pedra em que pousam minhas pernas gentis?
    - Muito maio.
    - Tão grande como esta água que reflete o meu corpo esbelto?
    - Maior, muitíssimo maio.
    - Tão grande como esse poço, minha casa.
    Mil vezes maior. Milhares de poços destes caberiam no mar que eu vi. O mar é tão grande que sempre começa lá onde acaba. É tão grande que todo céu cabe nele, e ainda sobra mar. Todos os sapos do mundo, pulando a vida inteira , não chegariam ao outro lado - tão grande é o mar à cuja margem nasci e vivi.
    - Safa-te daqui, mentiroso! - exclamou o batráquio do poço. - Coisa maior que este poço não pode haver! Mais água que esta água é mentira!...


                                  * * *


      Desde então viviam os dois em pé de guerra, no fundo do poço.
      Não diz a história se algum deles, super-sapo, venceu nessa luta feroz...
      Nem diz se um deles, batráquio genial, convenceu o outro da verdade das suas idéias...
     Consta apenas que, desde esse tempo, vivem no mundo seres que só crêem em si mesmos...
      Seres que sabem tudo o que os outros ignoram...
      Seres que tacham de loucos os que afirmam o que eles não compreendem...
      Seres de tão vasto saber que consideram desdouro aprender...
      Não fales , meu amigo , em mares - a quem mares não viu!
      Deixa viver no poço - quem no poço nasceu!
      Horizonte de metro e meio, água de três palmos de fundo, pedra de meio palmo - que mais quer o batráquio dum poço?
      Deixa ao ignorante a sua feliz ignorância!
      Não fales em mares a quem para um poço nasceu!
      Cada qual com seu igual...


                                     In. De Alma para Alma - Huberto Rohden - Martin Claret.





   Foto original - blog da Tina.


    Me lembro que no meu quintal - lá na pequena e pacata cidade da Bahia - Paratinga - antiga Santo Antonio do Urubu ... tínhamos um poço, e eu claro na minha curiosidade mirim - costumava me debruçar lá para tentar ver aonde daria aquele poço.


    E chamava minha mosqueteira e escudera Joanita...


   - Nita ... é verdade o que Amaury falou ?


   - O que foi que ele falou ?


   - Que se a gente entrar no poço e conseguir nadar bem fundo , vai sair lá no Japão?? - né verdade?


   - Que burrada é essa ? Onde já se viu uma história dessas... aquele capeta quer é matar a menina - falava olhando pra Cristina...

 E essa como era do lado dos ruinzinhos .. começava a defender o cidadão .

 Eu duvido que ele falou nessa intenção! Deve de ser mentira dessa menina de plástico - burralda...


   E, ai se instalava o maior inquérito...

  Eu como só gostava de ser chamada de inteligente e maravilhosa ... começava a gritar ... Burra é você... e outros elogios mais...

 O que era sempre açoitada e perseguida pela megera... com vara de bambu a querer me dar nas pernas... o que era defendida pela irmã...e o pandemonio era instaurado no quintal..


   O que sempre chamava a atenção de alguém mais velho que corria para ver o motivo da gritaria....


   De humores alterados ficavamos vários dias de mau...


   Minha mãe mais prudente chegava e fazia todo mundo pedir desculpas... mas nem sempre colocava o filho pra se desculpar por ter dito mentiras ...


   Ela sempre o achava o mais inteligente de todos .. e jamais imaginaria a pensar que ele fizera aquele comentário de malvadeza...


  Meninas sempre sofrem ... Eu pensava... Terei que crescer logo!!!


   Postado por / baruchess@gmail.com

Um comentário:

  1. Alicinhaaaa,

    Minha gracinha, você é demais...!

    Beijos meu amor!

    Joca

    ResponderExcluir


Obrigada pela presença, caso queira deixe seu comentário.

Até a próxima postagem! ABRAÇOS FRATERNOS ...

A vida segue seu fluxo ... Nada muda sem que você não permita!

A vida segue seu fluxo ... Nada muda sem que você não permita!
Que lugar é esse ? One club of The chess... greast ...